Basílica da Santíssima Trindade

A intenção de construir uma nova igreja no Santuário de Fátima remonta a 1973. Verificou-se, nessa altura, que a Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima não tinha já capacidade para acolher cabalmente os peregrinos, particularmente aos domingos e outros dias de média afluência. Em 1997, o Santuário organizou um concurso internacional, do qual resultou a seleção do arquiteto grego Alexandros Tombazis, com um projeto que previa a construção da nova igreja ao fundo do Recinto de Oração, junto à Praça de Pio XII.

O lançamento da primeira pedra teve lugar em 6 de junho de 2004, Solenidade da Santíssima Trindade. Várias razões contribuíram para a escolha de dedicar a nova igreja à Santíssima Trindade: as aparições do Anjo da Paz, com o insistente convite à adoração a Deus-Trindade; as palavras de João Paulo II proferidas na Capelinha das Aparições, em maio de 1982, pelas quais elevou a sua ação de graças à Santíssima Trindade; o Grande Jubileu do Ano 2000, também dedicado à Santíssima Trindade…

A Igreja da Santíssima Trindade foi dedicada em 12 de outubro de 2007 pelo cardeal Tarcisio Bertone, então Secretário de Estado do Vaticano e legado de Bento XVI para o encerramento do 90.º aniversário das aparições de Nossa Senhora aos três pequenos pastores videntes.

Em 2012, a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos concedeu a este templo o título de basílica, concessão atribuída por Decreto de 19 de junho de 2012 e que pôs em evidência o seu relevo pastoral e, sobretudo, o especial vínculo de comunhão com o santo padre – dimensão particularmente importante da mensagem de Fátima – e simultaneamente o carinho que ele nutre por Fátima.

A Basílica da Santíssima Trindade tem forma circular com 125 metros de diâmetro sem apoios intermédios; é suportada por duas vigas de 182,5 metros, com um vão livre de 80 metros e uma altura máxima de 21,15 metros. A altura do edifício é de 18 metros. É, na sua totalidade, de cor branca e tem um total de 8633 lugares. O interior é divisível em dois setores, através de uma parede móvel de 2 metros de altura. O presbitério tem capacidade para cerca de 100 concelebrantes.

O altar, o ambão, as cadeiras da presidência e o pavimento do presbitério são de pedra calcária branco do mar; o restante pavimento é de pedra ataíja creme, no interior da igreja, e de ataíja azulino, nos outros espaços.

Fonte: www.fatima.pt